FANDOM


A2x08 Kate Angel 01

O vampiro Angel em 2000.

Vampiro era uma espécie de demônio morto-vivo e sem alma que só poderia existir na Terra deixando sua própria dimensão e possuindo o cadáver de um humano infectado. Vampiros eram híbridos e, portanto, desprezados por outras espécies demoníacas "mais puras". Eles eram bem conhecidos por se alimentarem do sangue de mamíferos, principalmente de humanos.

OrigemEditar

De acordo com Rupert Giles, o último dos Antigos misturou seu sangue com o de um humano, criando assim o primeiro vampiro. Maloker, o Antigo responsável por gerar o primeiro vampiro, acabou por ser selado dentro do Poço Mais Profundo.

Contemporânea de Maloker, a Antiga Illyria afirmou haver conhecido vampiros em seu tempo, e que eles já existiam antes que os Antigos fossem expulsos da Terra. Ela, como muitos demônios, se referia aos vampiros como "mestiços". Quando Xander esteve conectado brevemente às memórias de Maloker, ele teve a percepção de uma época em que humanos primitivos, com o uso de magia, levaram os Antigos para o Poço Mais Profundo. Com medo de que seu tempo acabasse, Maloker procurou formar um exército infectando um humano com sua mordida.

Apesar de Maloker ter sido o Antigo responsável pela criação de vampiros, a capacidade de criar vampiros não era exclusiva dele. Notavelmente, Archaeus era o Antigo original da linhagem do Mestre.

ReproduçãoEditar

Para você virar um vampiro, eles têm que sugar o seu sangue e você sugar o deles. É uma grande festa de sugação. Geralmente eles só matam você.
Buffy Summers[src]

Para criar um novo vampiro, era necessária troca de sangue. Vítimas de ataques de vampiros não se transformavam em vampiros, a menos que consumissem o sangue perto da morte do referido vampiro. Se o vampiro drenasse todo o sangue da vítima, ela simplesmente morreria. Um humano que bebeu sangue de vampiro quando não estava no ponto da morte não mudaria.

Após a troca de sangue, a vítima morreria de perda de sangue e despertaria na noite seguinte, em algum momento entre o pôr do sol e o nascer do sol.

FisiologiaEditar

Vampiros eram comumente descritos como "mortos". A morte pode ser definida como um status no qual o corpo não possui funções fisiológicas, como batimento cardíaco ou respiração. No entanto, vampiros eram capazes de se mover, alimentar, conversar, e sentir, apesar de habitarem cadáveres. Exceto a falta de pulso, vampiros não demostraram sinais exteriores de não serem humanos vivos enquanto não revelavam seu "rosto de vampiro". O termo "morto-vivo" era muito mais apropriado já que vampiros, embora não estivessem vivos, também não estavam mortos.

BastidoresEditar

  • Os vampiros do filme Buffy, a Caça-Vampiros divergem em vários aspectos dos vampiros retratados na série. Eles tinham aparência mais humana, exceto a presença de presas, pele pálida, e orelhas de morcego. Além disso, eles não se tornavam pó quando mortos, silvavam em vez de rugir, e eram capazes de voar.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.